terça-feira, 10 de março de 2009

perigo em casa


Pois é pessoal , vou falar de um assunto que enlouquece qqr mãe, acidentes com nossos pequenos.

Ontem um colega de trabalho do marido teve o filho queimado com café quente, parece que o pequeno puxou a cafeteira ligada pra cima dele e ai já viu tá todo queimado.

Eu particularmente , já vi coisas horríveis que podem acontecer com crianças , trabalhei voluntariamente em um hospital de referencia de queimados aqui em Sp e vi de tudo. criança queimada de tudo que foi jeito ., sem falar em nos outros acidentes.

Então pesquisei na Net e achei este artigo , com algumas dicas.

Informação nunca é demais


As crianças pequenas não sabem avaliar o perigo. Saiba como protegê-las dos perigos presentes em todas as casas.


Recomendações


Objectos perigosos

As crianças pequenas não têm capacidade para avaliar o perigo, pelo que qualquer objecto que encontram em casa pode transformar-se num brinquedo muito interessante.
Botões, tampas e rolhas de garrafas, moedas, pregos pequenos, parafusos e até brinquedos com peças demasiado pequenas são uma atracção irresistível para crianças até aos três anos, que gostam de levar tudo à boca. Mas consistem um grande perigo, pois as crianças podem engasgar-se e até sufocar.
Causas dos acidentes
Sabia, por exemplo, que as quedas são a principal causa de acidentes domésticos com crianças? Seguem-se os cortes, as queimaduras e as intoxicações.
Atitudes que podem salvar
Não se limite a proibir as crianças de fazerem isto ou aquilo; deve procurar ensiná-las e alertá-las para os riscos que certos actos envolvem, para que elas possam desenvolver a noção do que é o perigo e do que são comportamentos perigosos. Mesmo quando as crianças são pequenas e a explicação requer muita paciência.
E, sobretudo, dê o exemplo: as crianças imitam os adultos.
Sempre que necessário, explique à criança porque é que as suas acções lhe são permitidas a si e a ela não, apontando razões de idade, capacidade, responsabilidade, segurança, etc.
Cuidados com medicamentos
Todos os medicamentos devem ser guardados fora do alcance das crianças, em lugares altos e, de preferência, em armários ou caixas bem fechadas;
Não tome, nem dê medicamentos sem prescrição ou orientação médica;
Não deixe os seus medicamentos ao alcance das crianças e, de preferência, não os tome à frente delas, pois estas tendem a imitá-lo;
Não use remédios cujo prazo de validade já expirou ou cujas embalagens estão deterioradas. Junte-os e entregue-os na farmácia mais próxima.
Cuidados com escadas
As escadas devem ter um corrimão de apoio e o piso não deve ser liso (escorregadio);
Se tem crianças pequenas, principalmente se estão na fase de gatinhar ou a começar a andar, coloque protecções e barreiras (portões) em todos os acessos da casa às escadas;
Não se esqueça de fechar as protecções e barreiras dos acessos às escadas depois de passar. Um portão mal fechado é como se não existisse.
Cuidados com janelas e varandas
Coloque grades ou redes de protecção em todas as janelas e varandas. São as únicas formas de evitar acidentes graves em apartamentos. Uma porta ou uma janela aberta representam um grande perigo. Há muitas quedas de crianças em consequência de janelas e portas abertas.
Cuidados com piscinas, lagos, lagoas e até na praia
Nunca deixe a criança sozinha perto de uma piscina, mesmo que esta seja própria para ela;
Nunca deixe uma criança sozinha na piscina, seja em que circunstância for. Muitos afogamentos de crianças até aos 4 anos ocorrem porque os adultos se ausentam por “um minuto”, para atender o telefone, ir buscar o lanche, etc.
Esteja atento às brincadeiras das crianças na água;
Coloque braçadeira ou coletes às crianças que não sabem nadar, mesmo quando elas estão a brincar ao pé da piscina. Se escorregarem e caírem para dentro da água estarão mais protegidas;
Se tem piscina em casa, coloque uma vedação ou tela de protecção à volta, de forma a impedir que a criança tenha acesso à água.
Cuidados na cozinha (esse é meu maior pânico )
Não deixe crianças sozinhas na cozinha;
Guarde facas e objectos cortantes em locais pouco acessíveis;
Não deixe tachos e panelas ao lume sem ninguém na cozinha e tenha especial cuidado com líquidos quentes, como sopa ou água a ferver, já que queimaduras com líquidos quentes são frequentes em crianças;
Não deixe os bicos do fogão ligados quando acaba de cozinhar;
Vire os cabos das frigideiras para o interior do fogão, para evitar que as crianças tentem pegar-lhes;
Pode remover os botões do fogão quando este não estiver em uso;
Guarde bem os fósforos, pois as crianças não têm medo do fogo e certas brincadeiras podem provocar incêndios;
Torradeiras, bules, garrafas térmicas e outros equipamentos devem ser mantidos fora do alcance das crianças;
Cuidado ao utilizar panelas de pressão. Cumpra sempre as indicações do fabricante;
Tenha cuidado na utilização do gás no fogão. Acenda o fósforo antes de abrir o gás. Se o seu fogão tiver acendedor eléctrico, acenda primeiro o gás, no mínimo, e só então accione o acendedor;
Quando acender o forno, coloque-se de lado e não em frente do fogão;
Use apenas toalhas, aventais e panos de tecidos naturais. Evite usar roupa de tecidos sintéticos e aventais de plástico quando está a cozinhar;
Na utilização do microondas não cubra alimentos com papéis metalizados nem coloque, no seu interior, louças com decoração prateada ou dourados (causam faíscas).
Cuidados com produtos de limpeza e outros produtos tóxicos
Seja na cozinha, dispensa ou em qualquer outra divisão da casa ou no jardim, guarde estes produtos em locais inacessíveis a crianças e a animais;
Há fechos e protectores (inclusive cadeados) que impedem a abertura de armários e gavetas da cozinha ou de outros locais;
São produtos tóxicos, muitas vezes até inflamáveis, e a sua ingestão ou inalação pode ter consequências graves ou até fatais;
Nunca coloque detergentes, lixívia, insecticidas ou pesticidas em garrafas de água de plástico já usadas, porque as crianças podem ingerir o produto pensando ser água, resultando num acidente com grande gravidade.
Cuidados com electricidade e tomadas
Se possível, todas as tomadas devem ter ligação terra;
Instale protectores adequados em todas as tomadas da casa, para evitar choques eléctricos;
Esteja sempre alerta, pois uma tomada tem uma atracção especial para as crianças que estão na fase de gatinhar ou até um pouco mais crescidas, parecendo os locais ideais para tentarem enfiar os dedos e os mais variados objectos.
Cuidados com objectos pontiagudos ou cortantes
Facas, tesouras, chaves-de-fendas e outros objectos perfuradores nunca devem ser dados às crianças para elas brincarem. Mantenha esses objectos em locais fechados e a que a criança não tenha acesso.
Cuidados com a tábua e o ferro de engomar
Nunca deixe o ferro ligado com o fio desenrolado e ao alcance das crianças. Além da alta temperatura, é perigoso pelo seu peso e pela ligação à electricidade;
Evite o uso de tábuas de passar roupa que possam ser puxadas para baixo.
Chame um eletricista e peça pra instalar um dispositivo DR , evita que a criança ou vc mesmo morra electrocutada pois faz com que a chave geral se desarme - eu tenho isto na casa de Blumenau e é prioridade agora na casa nova - pra variar Gi testou pois o dedo na tomada e o dispositivo acabou desligando a casa toda , ela não sofreu nada e eu fiquei aliviada . O custo desse equipamento é baixo e salva vidas e tb já é lei segundo meu marido engenheiro eletricista.
Cuidados com armas
Não tenha armas em casa. Se tiver, arrume-as ou guarde-as longe do alcance das crianças;
Nunca tenha as armas carregadas em casa;
Nunca deixe as munições junto à arma. Guarde-as em local seguro e inacessível às crianças.
Outros riscos
Nunca deixe bebidas alcoólicas ao alcance de crianças;
Procure ajuda médica, se o seu filho engolir uma substância não alimentar;
Anote os números dos telefones do seu pediatra, do hospital, dos centros de envenenamento e de outros centros de ajuda em local bem visível (por exemplo, ao pé do telefone);
Leia atentamente os rótulos das embalagens antes de usar qualquer produto;
Ensine as crianças a não aceitarem bebidas, comida, doces que lhes sejam oferecidos por adultos que não conhecem;
Não deixe que crianças com idade inferior a 10 anos andem sozinhas de elevador.
Prevenir acidentes domésticos envolvendo bebés
Cuidados com potenciais quedas
Nunca deixe o bebé ou a criança sozinha em cima de uma cama, bancada ou móvel onde muda as fraldas e a roupa;
Tenha as fraldas, as toalhinhas de limpeza e os cremes necessários sempre à mão;
Prepare as roupas que lhe vai vestir com antecedência e tenha-as à mão na altura em que vai vestir a criança.
Cuidados com camas de grades
Use cama de grades, pois evitam que o bebé ou a criança caia da cama;
Assegure-se de que os espaços entre as barras do berço são adequados. Normalmente as grades são adaptáveis em altura, para facilitar o colocar e tirar a criança da cama;
Não se esqueça de verificar se a grade está bem colocada depois de pôr a criança na cama;
Tome cuidado quando a criança começar a mostrar movimentos de sentar, gatinhar ou ficar de pé; está na altura de adequar a grade, se for o caso, às suas novas capacidades;
Verifique se o estrado está bem seguro e que o colchão é adequado;
Não deixe brinquedos dentro do berço ou da cama do bebé.
Cuidados com o banho
Nunca deixe o seu filho sozinho na banheira, seja qual for a circunstância. Mesmo com água rasa é perigoso. Uns segundos bastam para que se afogue;
Verifique a temperatura da água com um termómetro ou com o seu cotovelo, para evitar queimar a criança se a água estiver demasiado quente;
Use tapetes ou formas antiderrapantes na banheira.
Cuidados com brinquedos
Os brinquedos devem ser suficientemente grandes para não poderem ser engolidos e suficientemente resistentes para não lascarem ou partirem;
Verifique os rótulos e etiquetas dos brinquedos para saber quais os materiais de que são feitos, evitando, por exemplo, o risco de alergias;
Os brinquedos não devem ter arestas ou ser pontiagudos;
Compre brinquedos adequados à idade da criança e verifique se os oferecidos também são apropriados.
Outros riscos
Sacos plásticos, fios de telefone soltos, almofadas e travesseiros altos e fofos podem asfixiar ou estrangular;
Não permita que a criança mastigue pastilhas elásticas ou coma rebuçados;
Não ponha cordões à volta do pescoço da criança para segurar as chupetas;
Não permita que a criança brinque com objectos pequenos que possa engolir;
Não beba líquidos quentes com o seu filho no colo. Mantenha os líquidos quentes (café, chá, etc.) fora do alcance dele;
Proteja os cantos das mesas e de outros móveis que possam significar perigo para o bebé.
Para saber mais, consulte o site da Associação para a Promoção da Segurança Infantil.


bj pra todas nós

9 comentários:

Bárbara disse...

Complicado, não...
Graças à Deus nunca aconteceu comigo, e pra ser sincera, com ninguém mto próximo, mas que assusta, assusta...
Bjks
:)

Eva disse...

São ações fazem toda a diferença. Muito legal o texto.
É bom também fazer uma inspeção na casa abaixando e ficando na altura da criança. As vezes tem coisas que passam por nós mas estão na vista dos pequenos.
Bjs

Dani.Danilo e Nicholas disse...

tbm já estagiei em hospital de quiemados e realmente os acidentes acontecm em casa.
bj nos meninos

Chá das 5 a meia-noite disse...

Parabéns pewlo post. Deveria ser estampado ao longo da cidade, em lugares públicos de muita circulação,em bancos, etc.
Meus filhos nunca sofreram nenhum tipo de acidente do gênero, que é muito grave, porque se trata de falta de cuidado de gente grande.

Chris disse...

Adorei as dicas - algumas passariam batido no meu dia a dia!
Graças a Deus, o único acidente com a Ciça foi ela ter teimado comigo e colocado a mão na lâmpada do abajur, mas não queimou muito, só ficou vermelho...

Beijos ,
Chris

Raquel disse...

Oi,
Pois é isso acontece o tempo todo e mesmo assim muita gente não tem noção do perigo...
Valeu pela pesquisa interessante.
Bjs.

lulubeka disse...

Linda
Adorei todas as informações contidas nesse post.
Assim poderei ser mais atenta.
Obrigado!!!!
Bjs no coração.....

Chá das 5 a meia-noite disse...

Tem selinho para você!!!Premio Dardos.Beijokas.

Anônimo disse...

Adorei essas dicas. Pode nao parecer, mais se seguirmos elas direitinho, farao uma diferença enorme em nosso dia a dia .
Eu tenho duas filhas pequenas, e isso faz com que fico sempre atenta a tudo isso. Graças a Deus que minhas filhas nunca sofreram esse tipo de acidente.
É muito bom a gente esta sempre se informando sobre esse assunto, e claro , colocando em pratica tudo isso.
Sempre devemos zelar pela segurança de nossas crianças, é de nossa tbm.
BJUSSS!!!